Você está aqui
Home > Beleza > 50 TONS DE VERMELHO

50 TONS DE VERMELHO

Ruivos Deslumbrandes

Historia e Curiosidades:

Pesquisando hoje sobre os Ruivos me deparei com a sua história e curiosidades que gostaria de compartilhar com vocês hoje:

Rutilismo assim como são chamados os Ruivos naturais, é uma característica genética responsável pela ocorrência de cabelos ruivos, ou seja, pelos e ou cabelos de coloração vermelha ou laranja avermelhados. A presença de cabelos ruivos ocorre em aproximadamente 2% da população humana. Ocorre mais frequentemente (2–6%) em pessoas cujos ancestrais são oriundos do norte ou oeste europeu e menos frequentemente noutras populações.

Em 1997 descobriu-se a bioquímica dos cabelos ruivos, demonstrando-se que estes se associam ao receptor do melano cortina-1 e componentes de ferro. Acredita-se que o gene recessivo associado teria uma antiguidade. Todos os ruivos apresentam variantes na região MC1R do cromossomo 16.

FATOS:

O lugar do mundo com o maior número percentual de ruivos é o Reino Unido, especialmente a Escócia. Calcula-se que de 10 a 13% da população escocesa tenha cabelos avermelhados.

O professor Jonathan Rees conduziu um estudo sobre ruivos na Universidade de Edimburgo. Ele identificou o gene para o cabelo ruivo, o MC1R, encontrado no 16º cromossomo.

Os cabelos avermelhados são uma mutação genética.

Em meados do século XVII, no final do reino da rainha Elizabeth I, a crença nas fadas chegou ao sudeste da Inglaterra. Desde aqueles tempos, elas são frequentemente imaginadas e representadas como lindas mulheres de cabelos ruivos.

O gene para cabelos avermelhados é recessivo. Ruivos podem nascer depois de gerações de morenos ou loiros na família.

Estudos indicam que, provavelmente, alguns neandertais eram ruivos.

Os Ruivos na Moda Atual:

Os fios ruivos estão na moda e fazem a cabeça de anônimas e famosas. Nos últimos anos, os tons avermelhados e acobreados invadiram o mundo das celebridades, unindo diversas atrizes e cantoras ao time das donas de cabelos de fogo. Entre as tingidas e as naturalmente ruivas, há tantas variações de tons de cabelo, que é possível encontrar a cor ideal para todas as peles.

Algumas são ruivas de coração, como Debra Messing que tinge os fios há tantos anos que ninguém lembra mais que ela é morena. Emma Stone é outra que adotou o visual há alguns anos e causou confusão quando voltou ao tom loiro, seu natural. Essa impressão não é exclusividade das atrizes atuais. Rita Hayworth ficou famosa por suas ondas acobreadas quando na verdade tinha fios castanhos.

Outras celebridades exibem seus ruivos-desejo originais de fábrica. Jessica Chastain, indicada ao Oscar de “melhor atriz”, tem cabelos com o famoso tom “strawberry blonde”; um ruivo bem claro, quase loiro. Isla Fisher e Amy Adams são outras estrelas hollywoodianas que usam a tonalidade desbotada, bem como a Bela Nicole Kidman que na minha opinião fica superbem e ótima para ela que tem a pele muito clara.

Bryce Dallas Howard e Julianne Moore desfilam com fios naturalmente mais escuros. O ruivo das duas atrizes, apesar de acobreados, têm tons próximos ao castanho. No Brasil, as representantes ruivas mais famosas são Camila Morgado e Marina Ruy Barbosa, que mesmo sendo atrizes, nunca precisaram mudar o visual e continuam usando os fios naturais.

As famosas mais ousadas não parecem se importar que o tom pareça falso. Rihanna usou durante 2010 e 2011 um tom intenso de vermelho-cereja que combinava com seu tom de pele e o estilo descolado. Florence Welch, da banda Florence and The Machine, também é adepta dos fios avermelhados, um tom aceso quase neon.

No hall das modelos, a veterana Karen Elson é dona de uma das cabeleiras mais desejadas. Outra ruiva famosa do mundo das modelos é Lily Cole, que deixou as passarelas de lado para investir na carreira de atriz.

Para se inspirar nas celebridades é bom ficar atenta ao seu tom de pele. As mais branquinhas ficam melhores em tons mais acobreados enquanto as morenas combinam mais com os avermelhados. Negras devem investir em tons vermelhos mais escuros como o vinho.

É importante lembrar do tipo de química que está presente nos fios porque mulheres com alguns tipos de escova – progressiva, definitiva e afins – não podem usar tintura pela interação dos componentes. Como a tintura resseca o cabelo, o ideal é hidratar o cabelo a cada 15 dias e usar produtos especializados para cabelos tingidos. Por conter partículas de cor maiores que outros tons de tinta, o pigmento vermelho desprende-se do fio e desbota com mais facilidade . Para manter a cor em dia, os retoques devem ser feito em intervalos menores do que em outras tonalidades.

Fontes Wikipedia e Beleza Extraordinaria

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo