Você está aqui
Home > Cuidados com a pele > A LUZ VISÍVEL E AS MANCHAS NA PELE

A LUZ VISÍVEL E AS MANCHAS NA PELE

Alguma vez você já percebeu que mesmo evitando o Sol, aplicando protetor solar, cremes com agentes clareadores, as manchas insistem em escurecer e as vezes até aumentar de tamanho? Bom, saiba que talvez o seu problema não seja os raios ultravioletas, mas a “luz azul”, que é um tipo de radiação emitida pela luz da tela do celular, tablet, televisão, monitor do computador e pelas luzes fluorescentes.

Os danos causados pela luz visível são menores se comparados aos gerados pela radiação UV, mas para pessoas com pele sensível e portadores de problemas de pigmentação, como o melasma, as alterações que ela provoca podem ser cruciais, ainda mais se consideradas a médio e longo prazo. Visto que a maioria de nós passa o dia com o rosto colado na tela do computador ou do celular, precisamos proteger a pele ao máximo. O problema, é que nem todos os protetores solares protegem contra a luz visível. Somente os filtros físicos (aqueles que têm cor ou que deixam a pele com aspecto esbranquiçado, e que são à base, por exemplo, de óxido de zinco e dióxido de titânio) são capazes de impedir que a luz visível prejudique a pele. Esses filtros criam uma espécie de barreira, que evita que essa radiação penetre. Hoje, há no mercado cremes e maquiagens que protegem a pele especificamente da luminosidade dos aparelhos eletrônicos.

O ideal então, não é só usar um protetor solar no dia a dia, mas optar por um produto que tenha especificado na embalagem a proteção a luz azul.

Para dar um exemplo, o mais novo cosmético capaz de proteger a pele desta luz é o “Sun Science” – Desenvolvido com tecnologia altamente especializada dentro dos conceitos mais modernos da dermocosmecêutica, possui ampla proteção UVA e UVB (290 a 400 nm) que protege contra os efeitos nocivos do sol, além de atuar eficazmente na absorção da radiação emitida pelos comprimentos de onda Visível (400 a 500 nm) e reduz os efeitos cutâneos induzidos através da exposição direta a radiação Infravermelho (IR). www.compreadeliamendonca.com.br

Além do protetor específico, você pode potencializar esta blindagem para evitar o “envelhecimento digital”. Há também no mercado cosmético, maquiagens que também protege desta luz. Exemplo, o Moonlight, da marca MAKE. O primer da tem como principal característica proteger a pele da luminosidade de todo tipo de aparelho eletrônico que faz parte do nosso dia a dia. O mais legal é que a marca é vegana, não testa seus produtos em animais, nem usa parabenos (conhecidos pelas alergias de pele) e ainda cria produtos sem gênero, ou seja, servem para todos. No site da Make, o primer está à venda por US$ 55.

Observação: este post tem nível informativo e não comercial sobre os produtos citados. Consulte sempre o médico de sua confiança.

 

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo