Você está aqui
Home > Moda > FAUSSE MANCHE

FAUSSE MANCHE

Fotos: Arquivo pessoal
O nome é quase desconhecido pelas terras brasileiras mas na Alta Costura Francesa é um nome que agrega valor a qualquer roupa. A princípios aparece em roupas de alta costura ( haut couture) , mas ganhou a rua com a moda  Prêt à Porter ( roupa produzida em série mas assinada por estilista). Mas no verão de 2016 estará nas ruas e com certeza invadindo a moda brasileira e complementando o look como peça de luxo, ainda mais se acompanhada por choker no pescoço feita do mesmo material.
Aqui no sul do país onde principalmente a moda acontecia nos áureos tempos de glamour da cidade de Pelotas que deixava em segundo plano a cidade de Porto Alegre.A peça vinha da França isso lá em 1930 até inicio de 1940 e acabou sendo produzida por costureiras locais.
Conhecido também como ” manguito” pelos Argentinos que por sinal Buenos Aires era considerada a Paris  da América Latina, pelo luxo e glamour das roupas .
Mas o que seria o tal manguito?
3-003Na verdade é uma falsa manga que era usada desde a palma da mão até a altura do cotovelo. Servia para fazer charme e também proteger os braços e mãos do sol.Ficava a mostra apenas a parte superior do braço.    Não é luva com dedos é simplesmente uma peça reta.
Vale lembrar que nos escritórios e bancos nos anos 60 e 70 usava-se manguitos sobre as mangas para evitar manchar com nanquim e papel transfer que soltava tinta e sujava as roupas.
Essa moda vem com tudo. Já principalmente para quem gosta de peças e complementos diferenciados.
Mas vejam que interessante uma das mais importantes formas de uso de manguito isso lá nos anos 30 depois da grande quebra da Bolsa de Nova York nos EUA e também atingiu a Europa.
Muitas garotas foram obrigadas a saírem de casa , já outras expulsas pois não tinham uma forma adequada de se portar famílias se desfizeram em função da grande crise.Acabavam ” caindo na vida”. Tinham seus cabelos cortados. A força pela família ou pelas pessoas moralistas, faziam um rabo de cavalo no alto e passavam a tesoura.
O cabelo ficava na altura do queixo na frente e atra com a nuca de fora. Até hoje esse corte se chama “A La Garçone”.  Humilhadas e largadas ao relento eram obrigadas a  trabalhar nos cabarés onde existiam quartos chamados “garçonieres” , onde atendiam seus clientes. O corte confirmava a todos nas ruas que eram mulheres fáceis e de uma forma ou outra acabaram caindo na vida.Para a época era um verdadeiro escândalo.
Mas os manguitos ou fausse manche passou a ser usado pois muitas iam parar nos cabarés depois de surras da família , nas ruas dos moralistas , muitas vezes da dona do próprio cabarét ou até mesmo dos homens. Usavam para esconder as manchas rochas nos braços , mas deixavam os dedos livres para exibirem esmaltes muito vermelhos e anéis gigantes.
Vale lembrar que Mademoseille Chanel  fez do corte de cabelos “A La
Garçone” um ícone e até hoje é um dos cortes mais usados pelo mundo a fora. Obvio que chamado de ” coorte  Chanel)
Mas tudo isso ficou no passado. Quem quiser uma peça pra fazer notar ainda terá que vasculhar as lojas  ou então tentar reproduzir através das maravilhosas costureiras.
Um luxo a mais , pois será artigo para poucas porém estilosas e ousadas.

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo