You are here
Home > Eventos > Um Festim para recordar

Um Festim para recordar

Crédito: Cleiton Thiele

Como vocês já sabem, sou fã do Festival de Cultura e Gastronomia de Gramado. Enquanto aluna de hotelaria da Castelli, tive a oportunidade de trabalhar no stand da Casa Silva do Chile e da Enoteca Fasano, na primeira e segunda edição do evento. Ali começou um caminho sem volta: me rendi ao complexo e enriquecedor universo dos vinhos! Nove anos se passaram e hoje o Festival tem uma cara toda nova, e consegue se tornar mais irresistível a cada ano. Para mim, toda iniciativa que coloque em pauta a riqueza da nossa gastronomia é mais do que louvável. Parabéns a cada um dos envolvidos que tornaram possível este belíssimo evento!

O FESTIM

Hoje quero falar, de maneira especial, do último festim do festival deste ano que ocorreu no sábado, dia 14, no restaurante Nonno Mio com a participação do Chef Santiago Maestre e da vinícola El Enemigo. Nestas ocasiões, o chef convidado assume a cozinha do local e prepara um menu de assinatura, com  harmonização da vinícola convidada.

Nesta edição, a proposta era de que os pratos unificassem os sabores de Brasil e Argentina ou reeditassem receitas tradicionais dos dois países parceiros. O resultado foi um menu rico e muito saboroso.

O MENU

Primeiro Prato: Tartar de truta salmonada com mousse de abacate e aromas de laranja. Harmonizado com El Enemigo Chardonnay.

Segundo Prato: Coelho em conserva com abóbora assada. Harmonizado com El Enemigo Bonarda.

Terceiro Prato: Copa defumada caseira com humita mendocina e confit de tomates. Harmonizado com El Enemigo  Cabernet Franc Gualtallary.

Quarto Prato: Layer de chocolate com geléia caseira de cítricos. Harmonizado com El Enemigo Malbec.

O JANTAR

Com o restaurante lotado, em uma atmosfera muito agradável e acolhedora, fomos recebendo os pratos, e a cada serviço, uma satisfação diferente. Incrível como podemos ser transportados para outro lugar do mundo com apenas uma garfada especial. Eu sou louca por essas experiências. De verdade. É como aprender uma língua nova. A cada palavra, o mundo se expande automaticamente. É assim que me vejo na vida: sempre procurando novos sabores, porque – imediatamente – o meu mundo se transforma. Independente de gostar ou não, é um aprendizado e um deleite sempre.

OS VINHOS

Por fim, não posso deixar de comentar a agradabilíssima surpresa de conhecer os vinhos El Enemigo.  Fundado em 2007, na Argentina, El Enemigo é o projeto pessoal de Alejandro Vigil, enólogo chefe de Catena Zapata, e de Adrianna Catena, filha mais nova de Nicolás Catena. Tendo à sua disposição uma ampla gama dos melhores vinhedos da região de Mendoza — pertencentes à família Catena — Alejandro Vigil selecionou parcelas específicas das uvas que pudessem dar origem a vinhos com uma personalidade distinta dos talhados por ele em Catena Zapata. Meu destaque vai para o El Enemigo Bonarda. A harmonização com o coelho em conserva, servido frio, foi fantástica.

Minha harmonização preferida da noite: Coelho em conserva com El Enemigo Bonarda. Foto: Cleiton Thiele

Ficam meus agradecimentos ao Nonno Mio por nos propiciar uma experiência tão singular e marcante. De verdade, um festim para recordar! Gracias!!

 

Similar Posts

Deixe uma resposta