Você está aqui
Home > Turismo > O TER E O SER

O TER E O SER

Eu tenho um emprego. Eu sou um professor. Eu tenho uma casa. Eu sou parte de uma família. Eu tenho um bom currículo. Eu sou um bom ouvinte. Eu tenho muitos amigos. Eu sou um bom amante. Eu tenho conhecimento. Eu sou espiritualizado. Eu tenho dúvidas. Eu sou determinado. Eu tenho objetivos. Eu sou um viajante. Eu sou, eu estou – a impermanência das coisas e a busca constante em evoluir o Ser são bençãos da jornada terrestre.

eurotrip kali 839AO que acontece algumas vezes em nosso dia a dia, é uma certa confusão, um engano temporal, uma interpretação equivocada entre o ser e o ter. Entre o que nos fortalece e o que nos desgasta. Entre o que enaltece nossa caminhada e o que facilita nossa interpretação. Entre pessoas que somam o Ser e quem apenas soma nosso orçamento. Confundimos nosso estado (ou status), com nossa verdadeira trajetória.

Por vezes, valorizamos mais o que temos, do que desejamos ser. E assim, nos desconectamos da nossa verdade, da nossa autenticidade, da nossa liberdade e, em vez de investirmos empenho, disciplina, amor e dedicação em nosso pleno sucesso e realização, desperdiçamos tempo, desistimos dos sonhos, julgamos os outros como responsáveis pelo nosso fracasso pessoal. Achamos uma forma de nos esquivarmos da nossa responsabilidade sobre nossas escolhas e prioridades. Culpamos o mundo, o Brasil, o político, pela desorganização planejada que se instalou em nosso Ser interior. Passamos a ver a vida com olhar negativo, vamos acumulando pertences, poeira, contas, desejos, vida – para utilizarmos mais tarde, caso necessitemos. O que esquecemos é que não controlamos o tempo. Que o acúmulo (de qualquer coisa que seja, de raiva, de amor, de ódio, de propriedades, de alegrias, de potencial) faz tudo inchar. Faz as coisas perderem sua beleza, seu frescor e sentido.

eurotrip kali 406Percebemos que não há acúmulo quando há investimento. Quando ouvimos nossos desejos. Quando seguimos nossa verdade. Quando lutamos pelos nossos sonhos. Há simplesmente, bônus de longevidade e satisfação, que são presentes da vida para nosso Ser.

Um bom exemplo de alimentarmos nosso Ser é realizar uma viagem. É viver a liberdade de desbravar um mundo que é tão nosso. É valorizar cada instante de se estar na Terra. É investir na descoberta de novas aventuras para agregar ao nosso Ser. É entender a impermanência das coisas, pois o que nos faz ter, nos incentiva a ter mais e mais. E o que nos faz ser é o viver plenamente dito.

Kalinka Moz Silveira, 28, julho/2016.

Deixe uma resposta

Topo