Você está aqui
Home > Momento > DAR E RECEBER, EM QUE LADO VOCÊ ESTÁ?

DAR E RECEBER, EM QUE LADO VOCÊ ESTÁ?

Foto/vídeo: Joana Thomazoni

Um texto. Um verso. Fragmentos de vidas em uma vida. Na sua mochila leva poucas peças de roupa. No coração o desejo de explorar, conhecer lugares diferentes, pessoas interessantes. A inspiração de hoje vive como um forasteiro de si mesmo. Ele planeja os primeiros passos de suas viagens pela América e quando está em solo estrangeiro segue guiado pelo universo. Aberto à novas aventuras, vive desafios, coleciona superações.

Por trás de um forasteiro, um nome: Luciano Noronha. Muitos são os relatos de suas experiências como mochileiro. Quando compartilha suas histórias fica nítido o envolvimento, em especial, nos momentos mais difíceis de sua caminhada. O olhar muda, a pele arrepia e a expressão de quem está revivendo àquele instante fica evidente.

Pouco dinheiro no bolso, dias a fio à base de bolacha e água.  Nos últimos dias da viagem à Argentina, Luciano tinha um plano: poupar o que podia para conseguir abrigo. Seu emocional e físico não suportariam passar mais uma noite ao relento, no banco de um lugar qualquer. Precisava ser prático, economizar na comida para uma noite bem dormida.

Diante desta difícil situação, estava prestes a viver um dos maiores ensinamentos de sua vida. Um homem de meia idade se aproxima. Visto a sua desconfiança pela sua aproximação, o homem antecipa-se desculpando-se pela abordagem, apenas desejava dar-lhe dinheiro para um almoço.  Prontamente Luciano agradece seu interesse, mas não aceita sua doação. Então o homem insiste: – acabei de almoçar com minha família, foi um momento muito agradável, observei que chegou com um grupo que seguiu para o restaurante, diferente de você. Permita-me oferecer este momento à você também?

Sem palavras e com um nó na garganta, Luciano aceita seu dinheiro, prometendo a si mesmo dar continuidade àquela corrente. Afinal, um estranho, um estrangeiro, sem pretensão alguma ofereceu-lhe ajuda. Seu desejo era um só, estar do outro lado, proporcionar à um desconhecido o sentimento que o  transformou em profunda gratidão.

A narrativa virou verso; o título: Reconsiderar. Fragmentos de uma vida expressados em vídeo, Luciano Noronha partilha sua escrita e sua voz. O cenário escolhido: Gramado, com toda a nostalgia e introspecção de um dia cinzento, guiado por um caminho de escolhas.

Os vídeos do Projeto Transição foram desenvolvidos em parceria com a Vagalume Conceito. Acesse o link {https://goo.gl/wjtP8n} e inscreva-se no canal: Eu Forasteiro de mim para receber as atualizações dos novos versos transformados em filme. 

Artigos similares

Deixe uma resposta

Topo